Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

A reconciliação

Estes dias recebi um e-mail de um amigo da distante Iraí. Morei lá por algum tempo e tenho raízes naquela terra maravilhosa. Trocamos algumas mensagens e amigo/leitor disse que tinha um texto para se publicado no blog. Hoje chegou a hora de postar aqui. Obrigado pela contribuição, ainda mais agora que ando sem muita inspiração para escrever.
Por Érico  Soares.
     Por muitos anos fiquei indisposto com uma pessoa que fez parte da minha vida.
     Indisposto é uma forma politicamente correta para definir brigado. Não lembro porque briguei com aquele antigo amigo. Nestas férias caminhando pela cidade que nasci cruzei por aquele "desafeto". De longe notei quem era, imediatamente lembrei que estávamos "indispostos" um com o outro. Pensei no porquê. Caminhando tentei de todas as formas lembrar o motivo de eu ter brigado com aquele que estava caminhando na minha direção. Poderia atravessar a rua e continuar brigado com ele. Olhei para os lados, a rua estava deserta e …

Uma taça de vinho em uma noite fria

Hoje escrevo ao lado de uma taça de vinho.
     Talvez motivado por este vinho, talvez não.
     Olho a taça refletindo tudo que está em volta, a casa vazia, os livros, Dom Quixote. O relógio da cozinha marcando o passar do tempo. E eu vivendo em de outra dimensão. O único contato com o mundo de todos é a taça de vinho; Aqui o tempo não passa, pouco importa o tempo real, pelo menos neste momento. Outros sons insistem em querer invadir este espaço sagrado. Sons de televisão (às vezes penso que o vizinho é meio surdo), o elevador subindo e descendo levando todos aos seus apartamentos. O dia pode ter sido incrível ou então desastrosos para as pessoas que estão chegando ou saindo. Quem sabe tenha sido apenas mais um dia como outros tantos. Ou não. Por vezes fico divagando sobre o que está acontecendo com as pessoas que cruzam por mim em elevadores, ruas, livrarias, parques... Pelos olhos, o jeito do corpo, o andar, um sorriso, uma desculpa qualquer ou qualquer pode ser um sinal a ind…