Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2009

Vivendo Caxias do Sul...

Pois é, depois do amanhã chegar, depois de muitos dias desconectado, finalmente estou em Caxias do Sul. Na realidade estou conectado há mais de 10 dias, mas estive vivendo Caxias intensamente. Não tinha disposição e inspiração para atualizar este blog, se por outro motivo não fosse, poderia ser porque ninguém irá lê-lo. Mas isso é assunto para outro momento, onde poderei tentar explicar por que escrevo se não haverá leitores...      Hoje quero expressar alguns sentimentos a respeito de Caxias do Sul. Em primeiro lugar estou morando em Caxias decorrente de injunçõesprofissionais. Sempre desejei morar na Serra Gaúcha, mas este sonho estava distante de ser realizado... Entretanto, a vida não é explicável facilmente e estou morando onde sempre desejei. Eu tinha a idéia de que iria morar somente depois de aposentado. Mas não foi isso que aconteceu, estou morando em Caxias e não tenho palavras para expressar a alegria que sinto. E também a tristeza pois deixei a cidade que me adotou p…

O amanhã chegou.

Estranho quando o amanhã chega... meu último post foi elaborado no dia 31 de julho, estava em Garibaldi. Iria escrever mais sobre aquela cidade, mas os acontecimentos não me permitiram completar os sentimentos vividos lá. Talvez seja porque estou num processo de mudança relativamente doloroso... Muitas mudanças num mesmo período, o que de uma forma ou de outra mexe com o meu emocional.      Hoje estou providenciando a mudança de apartamento, saindo de Iraí e indo para Caxias do Sul, mas eu somente me mudo no dia 05 de setembro. Estão indo as coisas materiais. As sentimentais ficam aqui comigo e irão depois quando o físico for. Aliás, sentimentos me ligarão para sempre a esta cidade que aprendi a amar.      O que sinto neste momento é um sentimento não muito claro, muitas coisas misturadas. Mas o que prepondera é um imenso vazio, uma tristeza. Os amigos que aqui fiz me farão falta. Os rios de Iraí me farão falta, sentirei falta de tudo que diz respeito a Iraí. Sentirei falta da …

Garibaldi, 9 graus

Hoje cheguei em Garibaldi. Mas antes tomei uma decisão, comprei um GPS. Que maravilha este aparelho, me conduziu até aqui facilmente... É verdade que estava em Caxias do Sul e é muito fácil chegar em Garibaldi vindo de Caxias. Mas o aparelho será de grande valia nas próximas viagens. Coloquei o nome de Guia de Passeio Sossegado. Minha viagens serão mais tranquilas a partir de agora.      É a primeira vez que venho a Garibaldi, uma cidade intrigante. Não deu para perceber qual é a característica desta cidade, não sei se é voltada ao turísmo, voltada à produção de espumantes sei que é... Andei por algumas localidades e senti que tem um que de lugar turístico, mas não vejo a cidade voltada ao turismo. É engraçado, pois a Serra Gaúcha tem a vocação turística latente, mas em Garibaldi não senti esta força. Amanhã vou andar bastante por aqui, talvez esta impressão inicial se altere.      O GPS me levou até um antigo Mosteiro que foi transformado em hotel. Bem aconchegante, internet no…

Primeiros momentos e impressões de Caxias do Sul

Estou em Caxias do Sul. Cheguei no domingo dia 26 de Julho.     Na segunda comecei a procurar apartamento para morar, esta é sempre uma atividade estressante, pois temos que combinar alguns detalhes, tais como localização, preço, vizinhança... e nem sempre estes vetores são compatíveis. Resolvi alugar um apartamento perto do parque dos macaquinhos. Num bairro muito interessante. Aliás, o parque dos macaquinhos é um lugar que irei desfrutar muito nos próximos anos, pois tem pista para corrida e caminhada, bem como pista para andar de bicicleta, aparelhos para fazer ginástica, entre outros atrativos para todas as idades.      Não tenho palavras para descrever o que estou sentindo nestes dias iniciais aqui em Caxias do Sul, um misto de ansiedade com um certo nervosismo. Estou saindo de uma cidade muito pequena para vir para uma cidade bastante grande se comparada a minha Iraí (cidade que me adotou nestes dois últimos anos).      Tudo aconteceu de maneira muito rápida nestes dois ú…

Um destino certo... Um punhado de expectativas.

Hoje é dia 17 de Julho de 2009 e ficou definido que irei morar em Caxias do Sul. Tudo muito estranho, tudo muito rápido. Moro numa cidade no extremo norte do Rio Grande, morei minha vida inteira numa cidade razoavelmente grande, Porto Alegre, mas sempre quis viver no interior do estado, viver em um lugar mais calmo e sem os atropelos das cidades grandes. Quando não via mais nenhuma chance de sair daquela cidade grande, minha vida deu uma guinada de 180 graus. Fui chamado em um concurso público, mas com a única alternativa, imaginem só, viver no interior do Rio Grande do Sul, mais especificamente Iraí. Estávamos em Maio de 2007. E no dia cinco de maio, chego em Iraí para viver, uma cidade muito pequena, menos de oito mil habitantes. Era tudo que eu queria, uma cidade calma e aconchegante. Me preparei para passar meus próximos 15 anos nesta cidade, trouxe família e formei um ótimo círculo de amizades... Mas a vida não para de nos surpreender. E mais uma vez fui surpreendido... Fui transfe…

Por que escrever?

O que faz alguém escrever mesmo sabendo que ninguém lerá o que foi escrito?
     Gostaria de saber, pois estou escrevendo somente para mim... Mas ao mesmo tempo tem o fato da publicação na rede... O fato de não ser lido por ninguém é uma premissa que talvez não se confirme. Este texto está sendo publicado num espaço que não tem nenhuma divulgação e o seu endereço eletrônico não é de fácil acesso, portanto, é grande a probabilidade de que somente seja visto por mim... Então, novamente surge a pergunta, por que escrever? Acho que tudo se resume ao prazer que surge ao podermos expressar nossos sentimentos, anseios e sonhos... Não consigo imaginar um lugar que nos impeçam o exercício deste prazer. Por isso, antes de tudo escrever é uma forma de mostrar que somos livres e exercermos esta liberdade. Hoje somente faço uma pequena ode a este ato, por vezes, repleto de sacrifícios, mas ao mesmo tempo essencial para nossa vida...

Apenas mais um sentimento...

Ontem estava assistindo a Seleção Brasileira de futebol numa das tantas finais das quais participa. Uma tal Copa das Confederações. Não é sobre futebol que quero escrever, mas sim sobre o sentimento que surgiu em mim naquele momento. A bem da verdade já faz bastante tempo que sinto isso. Me refiro a uma certa aversão a tudo que está por trás daquela camiseta. É um sentimento muito estranho; como brasileiros temos respeito por tudo que diga respeito ao nosso país. Eu pelo menos não gosto de ouvir um estrangeiro falando mal do nosso país, me sinto atingido frontalmente.
     Mas este sentimento de apropriação não se transfere para os jogos da seleção brasileira de futebol. Me perguntei o porquê deste distanciamento que estava sentido, o porquê não sentia qualquer orgulho de ver a "canarinho" jogar. Às vezes me pergunto em que momento perdi a vontade de torcer pela seleção "canarinho". Não foi sempre assim, houve momentos que torci desesperadamente pela "nossa&qu…

Um começo...

Este é um início. Iniciar qualquer coisa sempre é difícil. Ainda mais escrever sobre momentos de vida...
Meu objetivo é escrever sobre as mudanças que ocorrem a todos nós, não importando o onde, não distinguindo o porquê. Sempre vivi querendo que as mudanças ocorressem ontem na minha vida, sempre pensei que nada acontecesse de novo na pacata vida que mantinha até então... De uma hora para outra, tudo, absolutamente tudo mudou... Sobre estas mudanças inesperadas quero escrever, sobre como enfrentamos estas loucas mudanças. Este será o tema inicial. Mas, a partir deste ponto inicial desejo explorar o cotidiano que em muitos momentos é peculiar, entretanto, em outros são apenas passagens de vida sem nenhum tom diferenciado.
     Não sei se alguém irá ler, acho muito pouco provável que este endereço eletrônico, escondido nesta rede, seja encontrado por alguém e ainda por cima que seja dispensado algum tempo para lê-lo. Mas a internet é muito pródiga em criar oportunidades e form…