Pular para o conteúdo principal

Comércio da Fé

     Domingo é um dia diferente. Estamos sempre mais relaxados a espera de todas as segundas-feiras que inexoravelmente surgem depois dos domingos. Hoje estava caminhando e pensando na vida, quase em outro plano. Mas algo me chamou a atenção e me trouxe para a realidade da vida. Passava em frente de um pequeno centro comercial e notei uma igreja ao lado das lojas deste centro de compras. Em princípio aquilo me chocou. Mas logo em seguida me dei conta que aquele templo estava no lugar certo.
     O Templo era apenas mais um espaço para o comércio. Um triste comércio. Um dos alicerces para a manutenção da vida como ela é. O comércio da fé ainda me choca. Perceber aquelas pessoas em transe me choca. Cada é um sabe o que fazer com sua vida, mas às vezes me incomoda ver aquela lavagem cerebral. Nem sei se é lavagem cerebral, mas é o que me parece.
     Por que me surpreendeu um templo religioso em um centro comercial? Por que surpreende o comércio da fé? Atualmente este negócio é milionário no mundo. Estes grupos religiosos têm como finalidade trocar a esperança de um novo amanhã por dinheiro. As outras lojas daquele centro comercial trocam uma mercadoria por dinheiro. Vender esperança dá tanto dinheiro quanto vender bicicletas, televisões, roupas ou qualquer outro produto. A diferença reside, ao meu sentir, nos sentimentos envolvidos por estes negócios. No comércio tradicional trocamos o dinheiro pelo prazer proporcionado por algum produto ou mesmo pela necessidade. O mesmo não acontece com o comércio da fé. Existe a entrega do dinheiro, mas a contrapartida é o que mesmo? Uma tranquilidade, um conformismo, quem sabe um amaciar das nossas ansiedades. Mas é tudo intangível. Não questiono o poder da fé, o que me incomoda é cobrar por esta fé. É o uso da religião para mexer com sentimentos tão nobres. Por isso ao passar por aquele centro comercial tenha sido tão chocante para mim. Ali ficou escancarado a finalidade daquele templo religioso. Não consigo ficar impassível a isto, claro que sei que é assim, mas me incomoda. Gostaria de entrar naquele templo e pregar para os presentes irem viver suas vidas sem a bengala daqueles "pastores". Queria entrar lá e gritar em alto e bom som "existe vida fora daqui, depende de vocês". Mas talvez as pessoas queiram comprar a fé e, caso seus olhos sejam abertos, suas vidas percam o sentido. Talvez não.
     Eu depois de pensar tudo isso numa fração de segundo segui caminhando como se nada tivesse acontecido. A vida continuou igual para todos. Com uma grande diferença. Não pago um centavo para ter fé na vida.

Trilha Sonora:
Jumpin' Jack Flash - Diversos - Guitar Heroes
Tank (Milan 1973) - Emerson Lake And Palmer - Beyond In The Beginning
Turn My Back On You - Sade - Stronger Than Pride
Goodbye Stranger - Supertramp - Rock 70´s
Emotional Rescue - The Rolling Stones - Emotional Rescue
One Robot's Dream - Joe Satriani - Super Colossal
Pride (In The Name Of Love) - U2 - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
Blue Eyes - Elton John - Greatest Hits 1970-2002 (Disc 2)
Tangodrome - Bajofondo TangoClub - Supervielle
Bee Gees - Stayin' alive - Rock 70´s
Teacher [*][original UK mix] - Jethro Tull - Benefit
Give Me Love, Give Me Life - Roger Hodgson - In The Eye Of The Storm
Perfect Symmetry - Keane - Pre-Release Singles Compilation

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os conflitos de Lucas

- Hoje você me disse que tudo estava acabado. Mas estamos aqui neste motel.
     - Não retiro o que te disse. Estar aqui é mais uma prova que o nosso amor acabou e que o único lugar onde ele ainda pulsa é aqui. O que é uma pena.
     - Mas ainda tem um lugar onde somos felizes.
     - Tu acha que felicidade é isso que vivemos? Se tu acha que isto aqui é felicidade, tenho que te dizer que você nunca foi feliz...
     - Eu aqui nos teus braços sou a mulher mais feliz deste mundo e isto é felicidade para mim.
     - Pois eu queria algo mais.
     - Lucas, tu é o primeiro homem que me diz isso, talvez por isso você seja tão especial.
     - Não sou especial, apenas quero ser feliz e formar uma família. Só isso, será que é pedir demais?
     - Com certeza para uma mulher como eu é pedir demais... Nem meu nome tu sabe. Só meu nome de guerra.
     - Como assim, tu não se chama Sharon?
     - Claro que não. Meu nome é comum e não combina com o que faço.
     - Então se revele, pelo menos…

"Como fazer sexo"

O Google a cada ano nos revela as trends, em nosso amado português podemos traduzi-lo como tendências. Ou no português mais nosso ainda são os termos mais pesquisados no ano. É interessante dar uma olhada para vermos como somos fúteis. No Brasil para se ter uma ideia o termo mais pesquisado foi o BBB13. Estamos reduzidos a quase nada. Ou um nada completo.
     Mas o que mais me chamou a atenção foi um o tal tópico de "Como fazer". São todas as pesquisas com tem como intenção descobrir como fazer determinada coisa e pasmem está em quarto lugar a pesquisa "como fazer sexo". Não acreditam, então acessem o link: Trends: Como fazer sexo. Fico imaginando a pessoa "googleando" antes daquela noite (manhã ou tarde) de sexo. "Já sei como fazer, mas quero dar uma recordada, hoje promete e não quero decepcionar". É o fim da várzea.
      Eu sei que o google faz parte da nossa vida, não nos vemos sem esta ferramenta dos tempos modernos, mas pesquisar c…

Vida em anacruse

Já escrevi vários inícios. Muitos refeitos ou deletados.
     Tentativas vãs. Ou melhor, tentativas desfeitas, mas não vãs, pois todas, absolutamente todas me ensinaram alguma coisa. Na verdade pouco importa, porque a cada início tudo se repete. Queria que fosse diferente. Talvez como a música que está tocando. Follow Me do disco Imaginary Day do Pat Metheny  é a música perfeita para retratar o que quero dizer. Esta música já inicia no meio de um compasso, o que recebe o nome de anacruse, acho que é este o nome.
     A vida poderia ser uma grande anacruse. Explico. Primeiramente tenho que tentar definir anacruse como a ausência de tempos no primeiro compasso de uma melodia. Não sou músico, por isso defino a anacruse de forma tão simplória e tosca. O que quero dizer com esta figura de linguagem é que seria mais fácil se a vida fosse em anacruse, ou seja, quando menos esperássemos já estaríamos vivendo, sem nenhum subterfúgio ou intróito. Não prepararíamos nada. Não desperdiçaríamo…