Pular para o conteúdo principal

Elevador nunca mais!

     Não vou mais utilizar elevadores.
     Cansei.
     Usarei escadas, mesmo que esteja no Empire State. Prefiro subir 102 andares pelas escadas do que ter que aguentar as conversas surgidas em elevadores.
     Não suporto mais as seguintes frases:
     "Tá quente hoje!"
     "Quantas sacolas, vai ter festa hoje."
     "Viu ontem a novela, o bandido merecia apanhar."
     "Mais um escândalo na política brasileira, onde vamos parar?"
     Por fim, talvez a pior delas:
     "Será que vai chover hoje?"
     Em todas as passagens eu apenas apresento um sorriso. Mas por dentro gostaria de responder mais ou menos assim.
     - Sim está quente hoje, o senhor gostaria que estivesse nevando no Brasil em pleno dezembro?
     - Vai ter festa lá em casa, mas com certeza a senhora não está convidada.
     - Não vi ontem, não verei hoje, muito menos assistirei amanhã... Aliás, deixei de assistir novelas quando mataram a Odete Roitman.
     - É verdade mais um escândalo estourou nos jornais, mas o que fizemos para estancar este câncer. Não lembramos em que votamos na eleição passada. Não cobramos os eleitos. Sabemos somente falar em elevadores que é uma vergonha. Dia após dia.
      - Se soubesse a resposta estaria com o meu guarda-chuva...

      Conversas de elevadores é o mais enfadonho passar de tempo. É o maior desperdício de tempo. Não adianta estar com fones escutando uma boa música, pois o chato ou chata fala alto para ser ouvido(a). Somos obrigados a dar olhares de compreensão e algum sorriso amarelo, quando não temos que aturar odores inesperados... Por isso de agora em diante só utilizarei as escadas. Não terei que passar por este calvário e ainda farei um bem à saúde. Dr. Nelson ficará satisfeito e eu serei poupado de todo infortúnio diário.


Trilha Sonora:
Love is a losing game - Back to black - Amy Winehouse
Psychobabble - The Ultimate Collection (Disc 2) - The Alan Parsons Project

   

Comentários

  1. Isso que estou de férias... rsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. Gosto de conversas de elevador :)
    Muitas vezes essas "chatices" de elevador puxam outras conversas que podem ser muito interessantes.Ao menos comigo acontece assim.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Interaja com Ledventure...

Postagens mais visitadas deste blog

Os conflitos de Lucas

- Hoje você me disse que tudo estava acabado. Mas estamos aqui neste motel.
     - Não retiro o que te disse. Estar aqui é mais uma prova que o nosso amor acabou e que o único lugar onde ele ainda pulsa é aqui. O que é uma pena.
     - Mas ainda tem um lugar onde somos felizes.
     - Tu acha que felicidade é isso que vivemos? Se tu acha que isto aqui é felicidade, tenho que te dizer que você nunca foi feliz...
     - Eu aqui nos teus braços sou a mulher mais feliz deste mundo e isto é felicidade para mim.
     - Pois eu queria algo mais.
     - Lucas, tu é o primeiro homem que me diz isso, talvez por isso você seja tão especial.
     - Não sou especial, apenas quero ser feliz e formar uma família. Só isso, será que é pedir demais?
     - Com certeza para uma mulher como eu é pedir demais... Nem meu nome tu sabe. Só meu nome de guerra.
     - Como assim, tu não se chama Sharon?
     - Claro que não. Meu nome é comum e não combina com o que faço.
     - Então se revele, pelo menos…

"Como fazer sexo"

O Google a cada ano nos revela as trends, em nosso amado português podemos traduzi-lo como tendências. Ou no português mais nosso ainda são os termos mais pesquisados no ano. É interessante dar uma olhada para vermos como somos fúteis. No Brasil para se ter uma ideia o termo mais pesquisado foi o BBB13. Estamos reduzidos a quase nada. Ou um nada completo.
     Mas o que mais me chamou a atenção foi um o tal tópico de "Como fazer". São todas as pesquisas com tem como intenção descobrir como fazer determinada coisa e pasmem está em quarto lugar a pesquisa "como fazer sexo". Não acreditam, então acessem o link: Trends: Como fazer sexo. Fico imaginando a pessoa "googleando" antes daquela noite (manhã ou tarde) de sexo. "Já sei como fazer, mas quero dar uma recordada, hoje promete e não quero decepcionar". É o fim da várzea.
      Eu sei que o google faz parte da nossa vida, não nos vemos sem esta ferramenta dos tempos modernos, mas pesquisar c…

Vida em anacruse

Já escrevi vários inícios. Muitos refeitos ou deletados.
     Tentativas vãs. Ou melhor, tentativas desfeitas, mas não vãs, pois todas, absolutamente todas me ensinaram alguma coisa. Na verdade pouco importa, porque a cada início tudo se repete. Queria que fosse diferente. Talvez como a música que está tocando. Follow Me do disco Imaginary Day do Pat Metheny  é a música perfeita para retratar o que quero dizer. Esta música já inicia no meio de um compasso, o que recebe o nome de anacruse, acho que é este o nome.
     A vida poderia ser uma grande anacruse. Explico. Primeiramente tenho que tentar definir anacruse como a ausência de tempos no primeiro compasso de uma melodia. Não sou músico, por isso defino a anacruse de forma tão simplória e tosca. O que quero dizer com esta figura de linguagem é que seria mais fácil se a vida fosse em anacruse, ou seja, quando menos esperássemos já estaríamos vivendo, sem nenhum subterfúgio ou intróito. Não prepararíamos nada. Não desperdiçaríamo…