Pular para o conteúdo principal

Bandalheiraquistão, um país distante de todos nós

     Hoje ouvi uma história sobre um país distante, pouco conhecido de todos nós. É um país estranho, a começar pelo nome. Alguém conhece o Bandalheiraquistão?
     Naquele distante país as leis são feitas para serem descumpridas. Imaginem só um país cheio de Leis, mas poucas "pegam". Lá tudo é regulado por alguma Lei, desde  um simples condomínio residencial, passando pela educação dos filhos, eleições e as mais básicas relações humanas. Não consigo imaginar viver num país assim. Me sentiria oprimido.
     Mas o mais estranho, pelo menos para nós brasileiros, é esta história de uma Lei não pegar. Estranho. Muito estranho. Imagine caro e eventual leitor, os habitantes do Bandalheiraquistão elegem seus representantes, estes criam leis para tudo que se possa imaginar, mas as leis são desconsideradas por muitos integrantes daquele país. Quando são instados a cumprir alguma lei, contratam os mais renomados advogados para simplesmente arrastar os processos até as calendas gregas. Claro que quem estes artifícios são utilizados pela autodenominada elite do Bandalheiraquistão, porque os que fazem parte do andar de baixo, o Poder Judiciário é severo e rápido. Todos colocam a culpa nas leis. O que os Bandalheiranenses não entendem é que as leis são feitas pelos seus representantes, então porque não são feitas leis que tratem a todos de forma igualitária? Mas lá no Bandalheiraquistão a população já percebeu que todos são iguais perante a lei, entretanto, existem uns mais iguais do que outros.
     Ao ler os jornais de lá constato mais uma particularidade daquele distante e interessante país, me pareceu que a corrupção está arraigada naquela sociedade. E não há quem se levante para questionar esta chaga. É possível notar um certo desconforto, mas ninguém sai para as ruas protestando. Como é constrangedor ver isto, mas como diz minha Mãe "ainda bem que aqui no Brasil é diferente..."
     Fiquei muito curioso com o modo de vida dos Bandalheiranenses. Lá todos têm uma certa apatia, poderia dizer que são muito acomodados, não protestam por nada, aliás, parece que estão próximos de uma das suas maiores festas populares, o Bandalheiraval. Neste período de festa todos os bandalheiranenses viram uma espécie de reis, se vestem com roupas extravagantes, bebem muito e ao final de tal comemoração voltam para suas vidas de faz de conta. Não se envolvem com nada, deixam que outros decidam seus futuros. Se bem que nas redes sociais os Bandalheiranenses têm soluções para todos os seus problemas, se mobilizam de uma maneira impressionante. Pena que esta mobilização se restrinja apenas às Redes Sociais. Pelo que constatei, lá é o país com o maior número de acessos nas mais variadas redes sociais. São os leões do mundo virtual, mas os cordeirinhos do mundo real.
     O Bandalheiraquistão é conhecido pela felicidade dos seus cidadãos. Mas ao olharmos com mais atenção estas pessoas constatamos um povo sofrido. Parece que nestes últimos anos o Bandalheiraquistão está em um processo de melhora das condições de vida dos bandalheiranenses. Mas mesmo distante é fácil constatar que não basta dar comida para as pessoas, proporcionar a ascensão social de uma parcela significativa da população ou proporcionar a compra de televisores, carro zero e outros bens de consumo, é preciso melhorar olhar com outros olhos a educação do seu povo. É imprescindível proporcionar que todos saibam o que querem para si e para sua família. Não há uma fórmula mágica para isto, só existe um caminho. Investir maciçamente na educação. Mas o mais incrível é que no Bandalheiraquistão o professor não é valorizado, não tenho certeza, mas um ascensorista do parlamento deles ganha 10 vezes mais do que um professor.
     Imagino, você incrédulo leitor deste blog deve estar pensando "este blogueiro é mesmo muito inventivo, como consegue imaginar uma situação tão descabida". É caro leitor este país existe, não é uma criação deste neófito blogueiro, mas fiquem calmos está muito distante da nossa realidade. Minha mãe está certa "ainda bem que aqui no Brasil é diferente...". Portanto, continuem acessando as redes sociais, afinal, aqui no Brasil, diferente do Bandalheiraquistão, não temos problemas e podemos nos divertir sossegadamente sem nenhuma dor de consciência, afinal, o Bandalheiraquistão não é aqui...

Trilha sonora
Bass Trap - U2 - The B-Sides 1980-1990
Cartoon World (Live At The National Stadium, Dublin, Previously Unreleased Track) - U2 - Boy (2008 Bonus CD)
Donna Summer - Bad Girls - Rock 70´s
The Frog Prince - Keane - Under The Iron Sea
Go Your Own Way - Fleetwood Mac - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
I Will Follow - U2 - Boy (2008 Remaster)
In the Grip of Stronger Stuff - Ian Anderson/Ian Anderson  - Divinities: Twelve Dances with God
The Man's Too Strong - Dire Straits - Brothers In Arms
New Country - Jean-Luc Ponty - The Very Best Of
Old And Wise - The Alan Parsons Project - Eye In The Sky{Bonus Tracks]
Pequeno grande amor - Papas da Língua - Ao Vivo Acústico
Sangue Latino - Secos & Molhados - Coletânea
Something Happened On The Way To Heaven - Phil Collins - Serious Hits ... Live!
Sugar Hiccup - Cocteau Twins Stars & Topsoil - A Collection (1982-1990)
Take It Easy - The Eagles - Rock 70´s
What Now, My Love? - Aretha Franklin/Frank Sinatra - Duets
Wish You Were Here - Emmerson Nogueira - Versão Acústica
2,000 Light Years From Home - The Rolling Stones - Singles Collection - The London Years (Disc 2)
How Soon Is Now (1985) - he Smiths - - Coletânea - 500 Greatest Songs
Shine - Muse - Hyper Music (Japanese Boxset)

Comentários

  1. Bandalheira é essa playlist sem Soda Stereo ;-) (pronto, me entreguei)... quanto ao resto, ainda bem todo motorista do Brasil sabe que a placa de 80km/h não é arte abstrata! Abraço, grande texto!

    ResponderExcluir
  2. É verdade se entregou, mas todos nos entregamos... Sabe que tento colocar sempre um Soda, ainda mais depois da notícia do Gustavo Cerati (pronto, me entreguei também...). Mas hoje a trilha foi toda do iTunes e como todos sabemos o gosto dele não é dos mais apurados... abraços leitora desconhecida... sei que é uma leitora. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Imagine! Aqui nada. O Brasil 'stá anos luz à frente desse Bandalheiraquistão. Já evoluímos para quadros mais avançados, mais trabalhados, sofisticados, entendeu? Fingimos que nem sabemos que existe (a tal corrupção). O(a) presidente finge que localizou algum foco e quando não diz "que não sabia de nada", finge que combate e nos fingimos que acreditamos que tudo se resolveu. Definitivamente, não somos o ingênuo e romântico Bandalheiraquistão.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Interaja com Ledventure...

Postagens mais visitadas deste blog

Os conflitos de Lucas

- Hoje você me disse que tudo estava acabado. Mas estamos aqui neste motel.
     - Não retiro o que te disse. Estar aqui é mais uma prova que o nosso amor acabou e que o único lugar onde ele ainda pulsa é aqui. O que é uma pena.
     - Mas ainda tem um lugar onde somos felizes.
     - Tu acha que felicidade é isso que vivemos? Se tu acha que isto aqui é felicidade, tenho que te dizer que você nunca foi feliz...
     - Eu aqui nos teus braços sou a mulher mais feliz deste mundo e isto é felicidade para mim.
     - Pois eu queria algo mais.
     - Lucas, tu é o primeiro homem que me diz isso, talvez por isso você seja tão especial.
     - Não sou especial, apenas quero ser feliz e formar uma família. Só isso, será que é pedir demais?
     - Com certeza para uma mulher como eu é pedir demais... Nem meu nome tu sabe. Só meu nome de guerra.
     - Como assim, tu não se chama Sharon?
     - Claro que não. Meu nome é comum e não combina com o que faço.
     - Então se revele, pelo menos…

"Como fazer sexo"

O Google a cada ano nos revela as trends, em nosso amado português podemos traduzi-lo como tendências. Ou no português mais nosso ainda são os termos mais pesquisados no ano. É interessante dar uma olhada para vermos como somos fúteis. No Brasil para se ter uma ideia o termo mais pesquisado foi o BBB13. Estamos reduzidos a quase nada. Ou um nada completo.
     Mas o que mais me chamou a atenção foi um o tal tópico de "Como fazer". São todas as pesquisas com tem como intenção descobrir como fazer determinada coisa e pasmem está em quarto lugar a pesquisa "como fazer sexo". Não acreditam, então acessem o link: Trends: Como fazer sexo. Fico imaginando a pessoa "googleando" antes daquela noite (manhã ou tarde) de sexo. "Já sei como fazer, mas quero dar uma recordada, hoje promete e não quero decepcionar". É o fim da várzea.
      Eu sei que o google faz parte da nossa vida, não nos vemos sem esta ferramenta dos tempos modernos, mas pesquisar c…

Vida em anacruse

Já escrevi vários inícios. Muitos refeitos ou deletados.
     Tentativas vãs. Ou melhor, tentativas desfeitas, mas não vãs, pois todas, absolutamente todas me ensinaram alguma coisa. Na verdade pouco importa, porque a cada início tudo se repete. Queria que fosse diferente. Talvez como a música que está tocando. Follow Me do disco Imaginary Day do Pat Metheny  é a música perfeita para retratar o que quero dizer. Esta música já inicia no meio de um compasso, o que recebe o nome de anacruse, acho que é este o nome.
     A vida poderia ser uma grande anacruse. Explico. Primeiramente tenho que tentar definir anacruse como a ausência de tempos no primeiro compasso de uma melodia. Não sou músico, por isso defino a anacruse de forma tão simplória e tosca. O que quero dizer com esta figura de linguagem é que seria mais fácil se a vida fosse em anacruse, ou seja, quando menos esperássemos já estaríamos vivendo, sem nenhum subterfúgio ou intróito. Não prepararíamos nada. Não desperdiçaríamo…