Pular para o conteúdo principal

Limpeza do banheiro

     Hoje recebi uma incumbência, limpar o banheiro de casa. Estou de folga do trabalho, então algumas tarefas cotidianas foram repassadas para mim. Nada mais natural.
     Me preparei para esta tarefa, separei luvas, balde, escovas e demais materiais para uma limpeza. E no último minuto estipulado para iniciar a tarefa, lá estava eu esfregando o banheiro, olhando cada canto ou fresta para encontrar alguma sujeira. 
     Quando estava no meio daquela nobre tarefa me dei conta que a vida é igual a um box de banheiro. Sim, você não leu enganado. É isso mesmo, por mais estranho que possa parecer, a vida é igual a um box de banheiro. Filósofos de todas a latitudes e longitudes formularam teses sobre a vida, mas eu esfregando o banheiro tive uma "revelação".  
    Seguidamente nos boxes de banheiros fechamos os olhos para alguma sujeira que está se acumulando. Fingimos que determinada sujeira não nos incomoda, afinal, para limpá-lo exige-se ação e não estamos dispostos ou preparados para agir. Da mesma forma fazemos com nossas vidas, fechamos os olhos para algumas coisas que nos incomodam. As quais não deixam de existir porque não as enfrentamos, apenas vão se acumulando em algum lugar de nossos cérebros. O mesmo acontece nos nossos banheiros.
     Em nossas vidas vamos fazendo "olho branco" para o que nos afeta negativamente. Seguidamente varremos para baixo do tapete incompreensões, desânimos, tristezas, decepções, enfim, tudo que nos incomoda e não temos coragem de enfrentar, simplesmente vamos deixando de lado. Temos a esperança que assim parem de nos incomodar. E este colocar de lado se repete dia após dia. Quando nos damos conta não há mais lugar para colocar tanto sentimento e frustração. E aí não sabemos como agir.
     Ajoelhado no banheiro, esfregando o chão percebi que temos que fazer o mesmo com nossas vidas. Temos que separar algum tempo para fazer um faxina mental. Não sei como, pois que eu saiba não tem algum produto para usar, como fiz no banheiro hoje. Mas quem sabe sentar num lugar tranquilo e pensar nas coisas que nos incomodam e descobrir o porquê, pensar em formas alternativas de agir, alterar jeitos e ações, pois se não deram certo até hoje não darão certo nunca, seja uma forma de iniciar este processo. Não é fácil, como não é fácil limpar um banheiro, mas é necessário e imprescindível. Temos que agir e enfrentar tudo que nos incomoda e que foram deixados de lado.
      Depois de terminar a limpeza do banheiro, o olhei e percebi que fiz um trabalho bem feito. O banheiro estava novo de novo. Pena que eu não tinha ninguém para compartilhar aquele resultado. Mas o que importa é que a faxina do box me proporcionou escrever este texto e ainda por cima me fez começar a repensar ações a muito esquecidas em algum lugar do meu ser. E, confesso, não é difícil iniciar este processo reflexivo, basta enfrentarmos tudo que deixamos de lado. Hoje mesmo comecei minha faxina mental. E você, quando começará a sua? Se não se animar proponho que comece pelo seu banheiro e talvez, como eu, perceba que a vida é como um box de banheiro...
   
Trilha sonora
May Be A Price To Pay - The Alan Parsons Project Turn Of A Friendly Card
Rolling Stones - Wild Horses -  Rock 70´s
Sparks Will Fly (Clean Version) - The Rolling Stones - More For Promotional Use Only
Comfortably Numb - Pink Floyd - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
I Want You Back - The Jackson 5 - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
Killing Me Softly With His Song - Roberta Flack - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
(I Can't Get No) Satisfaction - The Rolling.Stones - Live Licks
Goodbye Blue Sky - Pink Floyd - Rock 70´s
Bohemian Rhapsody -Queen - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
Streetheart - Under My Thumb - Rock 70´s

Quem tiver interesse procure na internet da versão feita pelo Streethert para a Under my Thumb dos Stones. E perceberá que é possível fazer diferente, basta tentar.

Comentários

  1. Boa metáfora. Para um bom entendedor uma metáfora,mesmo que forçada, basta.
    Me resta lembrar:
    "A ironia é sobretudo uma brincadeira do espírito. O humor seria antes uma brincadeira do coração, uma brincadeira de sensibilidade."

    Jules Renard

    ResponderExcluir
  2. Comparação engraçada. Mas concordo plenamente com ela. É isso aí, Led. Abraço, Lis.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela limpeza.E por nos impelir a uma também,por vezes necessitamos de um empurrãozinho.abraços.
    Daniel Machado

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Interaja com Ledventure...

Postagens mais visitadas deste blog

Os conflitos de Lucas

- Hoje você me disse que tudo estava acabado. Mas estamos aqui neste motel.
     - Não retiro o que te disse. Estar aqui é mais uma prova que o nosso amor acabou e que o único lugar onde ele ainda pulsa é aqui. O que é uma pena.
     - Mas ainda tem um lugar onde somos felizes.
     - Tu acha que felicidade é isso que vivemos? Se tu acha que isto aqui é felicidade, tenho que te dizer que você nunca foi feliz...
     - Eu aqui nos teus braços sou a mulher mais feliz deste mundo e isto é felicidade para mim.
     - Pois eu queria algo mais.
     - Lucas, tu é o primeiro homem que me diz isso, talvez por isso você seja tão especial.
     - Não sou especial, apenas quero ser feliz e formar uma família. Só isso, será que é pedir demais?
     - Com certeza para uma mulher como eu é pedir demais... Nem meu nome tu sabe. Só meu nome de guerra.
     - Como assim, tu não se chama Sharon?
     - Claro que não. Meu nome é comum e não combina com o que faço.
     - Então se revele, pelo menos…

"Como fazer sexo"

O Google a cada ano nos revela as trends, em nosso amado português podemos traduzi-lo como tendências. Ou no português mais nosso ainda são os termos mais pesquisados no ano. É interessante dar uma olhada para vermos como somos fúteis. No Brasil para se ter uma ideia o termo mais pesquisado foi o BBB13. Estamos reduzidos a quase nada. Ou um nada completo.
     Mas o que mais me chamou a atenção foi um o tal tópico de "Como fazer". São todas as pesquisas com tem como intenção descobrir como fazer determinada coisa e pasmem está em quarto lugar a pesquisa "como fazer sexo". Não acreditam, então acessem o link: Trends: Como fazer sexo. Fico imaginando a pessoa "googleando" antes daquela noite (manhã ou tarde) de sexo. "Já sei como fazer, mas quero dar uma recordada, hoje promete e não quero decepcionar". É o fim da várzea.
      Eu sei que o google faz parte da nossa vida, não nos vemos sem esta ferramenta dos tempos modernos, mas pesquisar c…

Vida em anacruse

Já escrevi vários inícios. Muitos refeitos ou deletados.
     Tentativas vãs. Ou melhor, tentativas desfeitas, mas não vãs, pois todas, absolutamente todas me ensinaram alguma coisa. Na verdade pouco importa, porque a cada início tudo se repete. Queria que fosse diferente. Talvez como a música que está tocando. Follow Me do disco Imaginary Day do Pat Metheny  é a música perfeita para retratar o que quero dizer. Esta música já inicia no meio de um compasso, o que recebe o nome de anacruse, acho que é este o nome.
     A vida poderia ser uma grande anacruse. Explico. Primeiramente tenho que tentar definir anacruse como a ausência de tempos no primeiro compasso de uma melodia. Não sou músico, por isso defino a anacruse de forma tão simplória e tosca. O que quero dizer com esta figura de linguagem é que seria mais fácil se a vida fosse em anacruse, ou seja, quando menos esperássemos já estaríamos vivendo, sem nenhum subterfúgio ou intróito. Não prepararíamos nada. Não desperdiçaríamo…