Pular para o conteúdo principal

Um novo começo no Fin del Mundo

      O Fin de Mundo não é o fim, é isto sim o começo. Aqui somos levados a repensar todas nossas certezas, nossas vidas, pensamos nos acertos e erros. Muitas vezes esquecemos nossos acertos e só lembramos dos erros, mas esta é uma outra história.
    O Fin para mim foi um novo começo. Aqui cercado pela cordilheira repensei tudo que me cerca. Na ceia de Ano Novo eu e minha companheira de vida começamos a divagar sobre vários assuntos, futuro, passado, amores, perdas, acertos e erros. Num dado momento falamos do Daniel Piza e sobre como sua morte tinha nos abalado. Não tínhamos nenhuma relação com ele, apenas éramos leitores do seu blog, gostávamos muito do que ele escrevia, em muitos momentos conversávamos sobre o que tínhamos lido no blog, quem quiser acesse o blog do Daniel no seguinte link Daniel Piza. No último post dele está escrito:
Inté
Parada de fim de ano. Volto no dia 11. Feliz 2012 para todos nós.
     Como somos pequenos diante dos fatos da vida. Daniel sucumbiu diante da vida, sofreu um AVC fulminante. Esta notícia nos chocou, mexeu com nossos sentimentos. Antes da ceia de ano novo sentimos um vazio. Ele como eu perdeu a mãe este ano. Eu perdi minha mãe de coração, a mãe que não tendo o mesmo sangue atuou de forma intensa na minha formação. Então a morte do Daniel me fez pensar na finitude te tudo que nos cerca, inclusive nós. Eu e minha alma gêmea conversamos por horas sobre nossas vidas, nossas perdas, nossas desilusões, nossos acertos, nossas conquistas. Eu e ela já sofremos as maiores dores que alguém pode sofrer e o interessante que nos tornamos mais fortes diante daqueles sofrimentos.
     Pode parecer que o sofrimento ensina. E é isso mesmo, o sofrimento ensina a continuar vivendo, ensina a não sucumbir diante das agruras da vida. Ficamos olhando a cordilheira e naquele momento nos descobrimos diferentes, sentimos um novo começo. Começamos a olhar a vida que nos cerca de forma diferente, não tão ácidos, não tão assertivos, deixamos de lado nossas formas antigas de pensar. Pode parecer um tanto exagerado, talvez até seja, mas sentimos claramente esta passagem de nossas vidas. De uma hora para outra estávamos diferentes. O fin del mundo era, para nós, o Começo de um novo começo de mundo. O nosso mundo estava mudando. Não sabemos se para melhor ou pior, somente temos certeza que é um novo começo. Incrível como este lugar é mágico. Nossa ceia foi a melhor dos últimos anos. Na noite fria do Fin del Mundo brindamos com nossa Champagne. No meio da rua encontramos um casal brasileiro, que nunca vimos e que provavelmente nunca mais veremos e confraternizamos juntos. Isso é a vida. Conversamos com eles e desejamos um ano novo de pura felicidade para eles e sentimos o calor humano diante da noite fria da cidade mais austral do mundo.
     Diante daquela baia, com o frio fazendo o papel que tem que fazer, nos sentimos felizes. Sentimos que o mundo ainda tem solução, apesar do esforço de muitos em tentar estragar a vida de todos nós. Mas lutamos contra eles e nutro a esperança que iremos superar a ganância dos poderosos, e veremos que o outro mundo é possível. Um outro mundo não é só possível como é necessário, pois o mundo que estão nos impondo não é mais suportável. Olhando aquele casal que nunca vimos na vida e sentindo a integração entre nós foi possível sentir que o ser humano não é tão mal assim. Temos o desejo de ser felizes, temos o desejo de olhar o próximo não somente como uma forma de ganhar algo em cima dele, mas sim entender que ele é igual a nós, como os mesmos sonhos e os mesmos direitos... Somos parte integrante deste todo que é o mundo e tudo a nossa volta depende das nossas atitudes. Tudo que fazemos tem consequências diretas e indiretas. Não podemos mais fechar os olhos para as atrocidades que fazem todos os dias, seja com nossos semelhantes, seja com os animais, seja com o meio ambiente. Aqui neste meu novo começo senti a necessidade de me engajar na luta de alguns por um mundo melhor. Quero deixar de ser um revolucionário de playground, para ser um ativista de causas necessárias. Esta é a mudança que ocorreu em mim, deixarei de ser tão apático, quero fazer parte da mudança do mundo.
     Ontem me despedi do velho LedVenture e dei as boa vindas para o novo LedVenture. E não é uma figura de linguagem, senti que sou diferente e que preciso ser diferente. Senti que o mundo precisa que sejamos diferentes, não é mais possível repetir ações que sempre deram errado, pois com certeza continuarão dando errado. Agora é a hora de pensar e fazer diferente, eu estou preparado. E você? Espero que sim, pelo bem de todos nós, inclusive de você.



Trilha sonora
Brown Sugar - The Rolling Stones - Live Licks
Swept Away - Spyro Gyra - Breakout
Heroes - David Bowie - Singles Collection, Vol. 2
Pigs (Three Different Ones) - Pink Floyd - Animals
Memory Motel feat - Dave Matthews (Remix Edit) - The Rolling Stones Memory Motel Promo CD
 Maybe I'm Amazed - Paul McCartney - Rock 70´s
Deixem Seus Olhos Fixos - Tambo Do Bando - 20 Mais
May Be A Price To Pay - The Alan Parsons Project - Turn Of A Friendly Card
Medo Da Chuva - Raul Seixas - Millenium
Don't Stop (New Rock Remix) - The Rolling Stones - Four New Licks Promo CD
Out Of Control (Don Was Live Remix) - The Rolling Stones - More For Promotional Use Only
She's So Cold (Clean Version) - The Rolling Stones - More For Promotional Use Only
Lights Of Heaven - Joe Satriani - Crystal Planet
Another Brick In The Wall, Part 2 - Pink Floyd - The Wall - Disc I
Blinded By Rainbows - The Rolling Stones - Voodoo Lounge
Só Você Manda em Você - Vitor Ramil - Tambong
Back to black - Amy Winehouse - Back to black
Andalusia - Joe Satriani - Live In Paris: I Just Wanna Rock (CD2)
(En) El Septimo Dia - Soda Stereo - Cancion Animal

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os conflitos de Lucas

- Hoje você me disse que tudo estava acabado. Mas estamos aqui neste motel.
     - Não retiro o que te disse. Estar aqui é mais uma prova que o nosso amor acabou e que o único lugar onde ele ainda pulsa é aqui. O que é uma pena.
     - Mas ainda tem um lugar onde somos felizes.
     - Tu acha que felicidade é isso que vivemos? Se tu acha que isto aqui é felicidade, tenho que te dizer que você nunca foi feliz...
     - Eu aqui nos teus braços sou a mulher mais feliz deste mundo e isto é felicidade para mim.
     - Pois eu queria algo mais.
     - Lucas, tu é o primeiro homem que me diz isso, talvez por isso você seja tão especial.
     - Não sou especial, apenas quero ser feliz e formar uma família. Só isso, será que é pedir demais?
     - Com certeza para uma mulher como eu é pedir demais... Nem meu nome tu sabe. Só meu nome de guerra.
     - Como assim, tu não se chama Sharon?
     - Claro que não. Meu nome é comum e não combina com o que faço.
     - Então se revele, pelo menos…

"Como fazer sexo"

O Google a cada ano nos revela as trends, em nosso amado português podemos traduzi-lo como tendências. Ou no português mais nosso ainda são os termos mais pesquisados no ano. É interessante dar uma olhada para vermos como somos fúteis. No Brasil para se ter uma ideia o termo mais pesquisado foi o BBB13. Estamos reduzidos a quase nada. Ou um nada completo.
     Mas o que mais me chamou a atenção foi um o tal tópico de "Como fazer". São todas as pesquisas com tem como intenção descobrir como fazer determinada coisa e pasmem está em quarto lugar a pesquisa "como fazer sexo". Não acreditam, então acessem o link: Trends: Como fazer sexo. Fico imaginando a pessoa "googleando" antes daquela noite (manhã ou tarde) de sexo. "Já sei como fazer, mas quero dar uma recordada, hoje promete e não quero decepcionar". É o fim da várzea.
      Eu sei que o google faz parte da nossa vida, não nos vemos sem esta ferramenta dos tempos modernos, mas pesquisar c…

Vida em anacruse

Já escrevi vários inícios. Muitos refeitos ou deletados.
     Tentativas vãs. Ou melhor, tentativas desfeitas, mas não vãs, pois todas, absolutamente todas me ensinaram alguma coisa. Na verdade pouco importa, porque a cada início tudo se repete. Queria que fosse diferente. Talvez como a música que está tocando. Follow Me do disco Imaginary Day do Pat Metheny  é a música perfeita para retratar o que quero dizer. Esta música já inicia no meio de um compasso, o que recebe o nome de anacruse, acho que é este o nome.
     A vida poderia ser uma grande anacruse. Explico. Primeiramente tenho que tentar definir anacruse como a ausência de tempos no primeiro compasso de uma melodia. Não sou músico, por isso defino a anacruse de forma tão simplória e tosca. O que quero dizer com esta figura de linguagem é que seria mais fácil se a vida fosse em anacruse, ou seja, quando menos esperássemos já estaríamos vivendo, sem nenhum subterfúgio ou intróito. Não prepararíamos nada. Não desperdiçaríamo…