Pular para o conteúdo principal

Liberdade de Expressão versus Dignidade da Pessoa Humana

     Hoje, mesmo separado por alguns quilômetros, debati com um grande amigo meu. Debatemos através deste meio incrível que é a internet. Nossa discussão baseou-se em qual valor é o mais importante numa sociedade, a Liberdade de Expressão ou a Dignidade da Pessoa Humana. Em primeiro lugar tenho que contextualizar esta discussão. Este amigo divulgou uma notícia de médicos cubanos no Haiti e o trabalho maravilhoso que eles fazem naquele país. Eu de minha parte enalteci o trabalho destes abnegados profissionais cubanos e lamentei que em Cuba faltava o bem maior em qualquer sociedade que é a Liberdade de Expressão. E a partir destes pontos debatemos saudavelmente.
     E desde aquele momento fiquei pensando sobre estes dois valores, a dignidade da pessoa humana e a liberdade de expressão. Claro que uma sociedade é alicerçada em alguns valores essenciais:
     * Respeito à vida, pois caso contrário seríamos uma sociedade autofágica;
     * Estimular e proporcionar educação, para que haja crescimento da sociedade e dos indivíduos;
     * Proporcionar saúde.
     Ao meu sentir qualquer sociedade começa a partir destes três vetores. Mas não para aí, o ser humano é diverso, não é acomodado, sempre queremos evoluir. Aqui começa o debate que travei com este amigo.
     Eu não vejo como uma sociedade ser caracterizada como estimuladora da Dignidade da Pessoa quando ao mesmo tempo não respeita a opinião destas pessoas. O exemplo de Cuba é claro neste sentido. A sociedade cubana atingiu o primeiro degrau na formação de qualquer sociedade, pois respeita à vida, olha com muita atenção à educação de seu povo e proporciona saúde para toda a população. Mas parou aí. Quem pensa diferente do governo não é visto com bons olhos, quem questiona o governo (que não é um Deus) é tratado como bandido, é perseguido pelos governantes e é considerado como um pária. E só porque pensa diferente da classe dirigente. Ora, este sistema não pode ser considerado ideal (eu mesmo era fã incondicional de Cuba, mas com o tempo notei que não poderia defender um sistema que não respeita os seus governados).
     A evolução de qualquer sociedade passa pelo respeito das opiniões diversas desta sociedade. Não podemos deixar de lado este direito de todos nós. Não consigo admitir que um governo diga que respeita a dignidade da pessoa quando vira as costas para o que pensa esta pessoa. Não é possível.
     O ser humano quer ser olhado com alguém importante, quer ser tratado como pessoa e ter todos os direitos de qualquer ser humano, nem mais nem menos, mas sim na mesma medida que todos são tratados. Mas isso não basta porque todos nós pensamos, todos nós temos nossas formas de encarar o mundo, todos nós temos voz. E quando esta voz é abafada nos sentimos indignos. Um governo que nos dá educação tem por obrigação nos ouvir. Não queremos impor nossa verdade, mas queremos que nossa verdade seja ao menos escutada. Aí reside o calcanhar de Aquiles de todas as experiências Comunistas/Socialistas. A verdade de um é imposta para todos. Não houve e não há nenhum país comunista ou socialista que tenha dado voz aos indivíduos. Por isso tenho a convicção que estas experiências não frutificaram porque deixaram de lado a diversidade de opinião. O debate era com apenas uma visão de mundo, portanto, não existia, o que havia era um monólogo. Um enfadonho e tenebroso monólogo. Não somos um quadro negro, somos um quadro multicolorido e com várias tonalidades. Este é o ser humano e qualquer sociedade digna deste nome deve saber enxergar e tratar esta diversidade de pensamentos.
     Concluo para este meu amigo que não há respeito à dignidade humana quando não há o respeito da opinião desta pessoa. São direitos complementares, ou melhor, são uma espécie de irmãos siameses, uma não vive sem o outro.
     Por fim, já te disse estes dias que o blog LedVenture está a tua disposição para que publique algum texto teu, ainda mais agora que estamos debatendo. Já fizemos e fazemos nossos debates pessoalmente, agora podemos também debater aqui. Eu ficaria muito feliz em publicar um texto teu sobre este tema, Liberdade de Expressão versus Dignidade da Pessoa Humana. Respeito tua opinião, embora em alguns temas divirja dela. Mas do debate de ideias, neste enfrentamento salutar crescemos como pessoas. E temos que aproveitar que estamos numa sociedade onde há a liberdade de expressão... Em Cuba não sei se poderíamos debater. Aproveitemos!

Trilha sonora
Borges y Paraguay - Bajofondo - Tango Club - Mardulce
Cristal - Bajofondo - Tango Club - Mardulce
El Andйn (featuring Mala Rodriguez) - Bajofondo - Tango Club - Mardulce
El Mareo (featuring Gustavo Cerati) - Bajofondo - Tango Club - Mardulce
Fairly Right (featuring Elvis Costello) - Bajofondo - Tango Club - Mardulce
Grand Guignol - Bajofondo  - Tango Club - Mardulce
Hoy (featuring Juan Subirб) - Bajofondo Tango Club - Mardulce
Infiltrado Bajofondo Tango Club - Mardulce
Onde estamos a trilha não poderia ser outra...


Comentários

  1. Não vou escrever no teu blog, mas vou te fazer um desafio.
    Tenho muito sonhos, um inclusive consegui tornar realidade em 2011, mas tem um que é muito dificil, porém não impossível, que é ver de perto a experiência cubana.
    Talvez quando eu conseguir realizar este sonho seja tarde e Cuba não seja ainda uma referência, mas quem sabe.
    O desafio é irmos junto até lá, não numa viagem de turismo, apesar das maravilhosas praias da ilha, mas para conhecer as pessoas, conversar sobre esta experiência maravilhosa que aconteceu por lá e depois que voltarmos, escrevermos um livro a quatro mãos, eu falando sobre a dignidade humana e tu falando sobre a liberdade.
    Topa o desafio?

    ResponderExcluir
  2. Estamos combinados, Cuba foi meu norte por muito tempo. Mesmo não sendo mais este norte, ainda é um lugar que nutro carinho e admiração. Então estamos acertados iremos a Cuba. Abraços, mas quando quiser o blog está aberto às contribuições do amigo...

    ResponderExcluir
  3. Olá!! Desculpem a intromissão mais gostei muito das questões levantadas no debate... Principalmente do desafio proposto no final.
    Esse debate me servirá para pesquisa jurídica que estou fazendo.
    E espero que o projeto do livro seja um sucesso!

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo belo debate.
    As questões levantadas me servem para a pesquisa jurídica que estou fazendo.
    Espero que o projeto do livro dê certo, pois visitar cuba deve ser realmente uma experiência incrível.
    É o meu sonho de férias no próximo ano!
    Espero que consigam realizar, e eu também! rsrs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Interaja com Ledventure...

Postagens mais visitadas deste blog

Os conflitos de Lucas

- Hoje você me disse que tudo estava acabado. Mas estamos aqui neste motel.
     - Não retiro o que te disse. Estar aqui é mais uma prova que o nosso amor acabou e que o único lugar onde ele ainda pulsa é aqui. O que é uma pena.
     - Mas ainda tem um lugar onde somos felizes.
     - Tu acha que felicidade é isso que vivemos? Se tu acha que isto aqui é felicidade, tenho que te dizer que você nunca foi feliz...
     - Eu aqui nos teus braços sou a mulher mais feliz deste mundo e isto é felicidade para mim.
     - Pois eu queria algo mais.
     - Lucas, tu é o primeiro homem que me diz isso, talvez por isso você seja tão especial.
     - Não sou especial, apenas quero ser feliz e formar uma família. Só isso, será que é pedir demais?
     - Com certeza para uma mulher como eu é pedir demais... Nem meu nome tu sabe. Só meu nome de guerra.
     - Como assim, tu não se chama Sharon?
     - Claro que não. Meu nome é comum e não combina com o que faço.
     - Então se revele, pelo menos…

"Como fazer sexo"

O Google a cada ano nos revela as trends, em nosso amado português podemos traduzi-lo como tendências. Ou no português mais nosso ainda são os termos mais pesquisados no ano. É interessante dar uma olhada para vermos como somos fúteis. No Brasil para se ter uma ideia o termo mais pesquisado foi o BBB13. Estamos reduzidos a quase nada. Ou um nada completo.
     Mas o que mais me chamou a atenção foi um o tal tópico de "Como fazer". São todas as pesquisas com tem como intenção descobrir como fazer determinada coisa e pasmem está em quarto lugar a pesquisa "como fazer sexo". Não acreditam, então acessem o link: Trends: Como fazer sexo. Fico imaginando a pessoa "googleando" antes daquela noite (manhã ou tarde) de sexo. "Já sei como fazer, mas quero dar uma recordada, hoje promete e não quero decepcionar". É o fim da várzea.
      Eu sei que o google faz parte da nossa vida, não nos vemos sem esta ferramenta dos tempos modernos, mas pesquisar c…

Vida em anacruse

Já escrevi vários inícios. Muitos refeitos ou deletados.
     Tentativas vãs. Ou melhor, tentativas desfeitas, mas não vãs, pois todas, absolutamente todas me ensinaram alguma coisa. Na verdade pouco importa, porque a cada início tudo se repete. Queria que fosse diferente. Talvez como a música que está tocando. Follow Me do disco Imaginary Day do Pat Metheny  é a música perfeita para retratar o que quero dizer. Esta música já inicia no meio de um compasso, o que recebe o nome de anacruse, acho que é este o nome.
     A vida poderia ser uma grande anacruse. Explico. Primeiramente tenho que tentar definir anacruse como a ausência de tempos no primeiro compasso de uma melodia. Não sou músico, por isso defino a anacruse de forma tão simplória e tosca. O que quero dizer com esta figura de linguagem é que seria mais fácil se a vida fosse em anacruse, ou seja, quando menos esperássemos já estaríamos vivendo, sem nenhum subterfúgio ou intróito. Não prepararíamos nada. Não desperdiçaríamo…