Pular para o conteúdo principal

A luta continua, companheiro!

     Ao iniciar devo esclarecer que neste texto não há nenhuma relação com política, muito menos com políticos. Não que eu desgoste de política, muito antes pelo contrário, somos seres políticos por natureza. Mas não é este o tema. Mas sim sobre um homem que muitos consideram um mito. E este mito está se revelando aos nossos olhos e é feito de carne e osso; que bom que é gente como a gente.
(Foto: Ricardo Stuckert)
(Foto: Ricardo Stuckert)
     Me refiro ao Lula. É de conhecimento de todos, até porque ele não escondeu esta notícia, que lhe foi diagnosticado câncer na laringe. Por si só uma doença estigmatizada que nos leva a pensar que chegamos ao fim da linha e que não teremos mais volta. Depois de baixada a poeira do impacto da notícia e ao olharmos para o lado notamos que muitas pessoas se curaram desta  terrível doença. Mas ainda não é sobre isto que quero escrever. Mas sim sobre duas fotos, aliás, lindas e significativas fotos.
     Ao me deparar com as imagens colocadas aí ao lado comecei a chorar. Não sei se por ser final de ano ou talvez por ter mudado em função das dores da vida, mas é fato que ultimamente estou mais emotivo. Então, simplesmente chorei.
     Abstraindo qualquer conceito que possuímos sobre o casal e o ser político Lula, percebi o mais profundo amor. Senti que esta doença, por mais terrível que possa ser, não consegue acabar com o verdadeiro amor.
     O amor é mais forte, a união é mais forte, a vontade de viver é mais forte, afinal somos mais fortes do que imaginamos. Claro que fraquejamos pelo caminho, às vezes nos vemos sem futuro, mas ao mesmo tempo retiramos força não se sabe de onde para continuarmos nesta estrada, às vezes tão dura estrada. No caso do Lula, sinto que apesar da dor ele segue tentando dar bons exemplos. Nos mostrando, porquanto é um homem público e sua vida é exposta a toda hora, que podemos enfrentar qualquer coisa, basta decidirmos seguir na vida e lutarmos nela. Ao olhar as fotos, senti e reafirmei a certeza que o amor nos faz viver e que podemos enfrentar qualquer coisa estando amparado por este sentimento tão forte. Pode parecer piegas e talvez seja, mas chorando quis escrever sobre este sentimento. Vocês ao verem estas fotos podem não sentir o mesmo que eu, podem ver uma mulher fazendo a barba de um homem. E na outra, um homem sorrindo. E nada mais.
     Mas não é só isso, com certeza é muito mais. O exemplo que ele está dando, para todos aqueles que estão enfrentando esta doença é que a vida continua e pode ser vivida, mesmo com as pedras que surgem no caminho. Alguns dirão "claro, se tratando num hospital de ponta, queria ver se seria assim no SUS". É uma discussão que não me parece pertinente neste momento. Mas que é possível ser feita. Mas não aqui, talvez nas redes sociais onde todos têm a solução para o mundo.
     É o exemplo deste homem que mexe com meus sentimentos. A forma como ele encara esta dura luta é que mexe comigo. E me transparece que ele está enfrentando esta doença porque tem alguém com quem compartilhar esta dor.
     Quem ama e é amado sabe que nas alegrias haverá alguém com quem compartilhar e, também, nas tristezas teremos quem nos ampare. De longe, torço pelo homem Luiz Inácio Lula da Silva. Porque ele e sua luta, acima de qualquer coisa, servirá como um bom exemplo a seguir quando nos depararmos com notícias não alviçareiras. Por isso chorei. Por isso escrevi.

Trilha Sonora
Só esta música poderia embalar este post...
Cinema Paradiso (Tema de Amor de Cinema Paradiso) - Dulce Pontes &Ennio Morricone - Focus

Comentários

  1. Só quem realmente tem um coração puro e verdadeiro é que consegue entender e se emocionar com as fotos mesmos, de outra forma só se vê o superficial....Rosa/Iraí

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Interaja com Ledventure...

Postagens mais visitadas deste blog

Os conflitos de Lucas

- Hoje você me disse que tudo estava acabado. Mas estamos aqui neste motel.
     - Não retiro o que te disse. Estar aqui é mais uma prova que o nosso amor acabou e que o único lugar onde ele ainda pulsa é aqui. O que é uma pena.
     - Mas ainda tem um lugar onde somos felizes.
     - Tu acha que felicidade é isso que vivemos? Se tu acha que isto aqui é felicidade, tenho que te dizer que você nunca foi feliz...
     - Eu aqui nos teus braços sou a mulher mais feliz deste mundo e isto é felicidade para mim.
     - Pois eu queria algo mais.
     - Lucas, tu é o primeiro homem que me diz isso, talvez por isso você seja tão especial.
     - Não sou especial, apenas quero ser feliz e formar uma família. Só isso, será que é pedir demais?
     - Com certeza para uma mulher como eu é pedir demais... Nem meu nome tu sabe. Só meu nome de guerra.
     - Como assim, tu não se chama Sharon?
     - Claro que não. Meu nome é comum e não combina com o que faço.
     - Então se revele, pelo menos…

"Como fazer sexo"

O Google a cada ano nos revela as trends, em nosso amado português podemos traduzi-lo como tendências. Ou no português mais nosso ainda são os termos mais pesquisados no ano. É interessante dar uma olhada para vermos como somos fúteis. No Brasil para se ter uma ideia o termo mais pesquisado foi o BBB13. Estamos reduzidos a quase nada. Ou um nada completo.
     Mas o que mais me chamou a atenção foi um o tal tópico de "Como fazer". São todas as pesquisas com tem como intenção descobrir como fazer determinada coisa e pasmem está em quarto lugar a pesquisa "como fazer sexo". Não acreditam, então acessem o link: Trends: Como fazer sexo. Fico imaginando a pessoa "googleando" antes daquela noite (manhã ou tarde) de sexo. "Já sei como fazer, mas quero dar uma recordada, hoje promete e não quero decepcionar". É o fim da várzea.
      Eu sei que o google faz parte da nossa vida, não nos vemos sem esta ferramenta dos tempos modernos, mas pesquisar c…

Vida em anacruse

Já escrevi vários inícios. Muitos refeitos ou deletados.
     Tentativas vãs. Ou melhor, tentativas desfeitas, mas não vãs, pois todas, absolutamente todas me ensinaram alguma coisa. Na verdade pouco importa, porque a cada início tudo se repete. Queria que fosse diferente. Talvez como a música que está tocando. Follow Me do disco Imaginary Day do Pat Metheny  é a música perfeita para retratar o que quero dizer. Esta música já inicia no meio de um compasso, o que recebe o nome de anacruse, acho que é este o nome.
     A vida poderia ser uma grande anacruse. Explico. Primeiramente tenho que tentar definir anacruse como a ausência de tempos no primeiro compasso de uma melodia. Não sou músico, por isso defino a anacruse de forma tão simplória e tosca. O que quero dizer com esta figura de linguagem é que seria mais fácil se a vida fosse em anacruse, ou seja, quando menos esperássemos já estaríamos vivendo, sem nenhum subterfúgio ou intróito. Não prepararíamos nada. Não desperdiçaríamo…