Pular para o conteúdo principal

Sonhos de um menino...

     Este mundo que vivemos nos surpreende constantemente.
     Vejo o mundo atual sem muito futuro, não encontro perspectivas de melhora. Esta é uma sensação que me acompanha há bastante tempo. Não creio no ser humano. Mas ontem fui surpreendido. Mais uma vez. Uma amiga que poderia definir como enigmática me encaminhou um link - Eduardo Galeano - El Derecho al Delirio (Legend) - com as seguintes palavras: "pra te inspirar". Não escreveu nada mais. Somente estas palavras.
     Como sou um cara meio desligado vi aquele link e pensei "depois acesso". O depois não chegou e esqueci. Mas a vida não somente coloca situações em nossos caminhos, mas quando nos desviamos o destino intervém novamente. Estava eu no trabalho quando literalmente esbarro nesta querida e enigmática amiga que me diz: "tu olhou o link que te mandei. É muito bonito". No mesmo instante lembrei que tinha reservado um espaço para o assistir o vídeo, mas que não tinha assistido. Imediatamente disse que iria ver à noite, mas sem pensar muito, foi uma resposta automática. Mas aquela conversa ficou reverberando dentro de mim.
     Pois a noite chegou e acessei vídeo com um fragmento de entrevista com Eduardo Galeano. Primeiramente me surpreendi com um dos caras que embalou minhas leituras na adolescência. As Veias Abertas da América Latina me mostrou o quanto somos servis. O quanto nos exploram e não é de hoje. Estimulou minhas revoltas contra este sistema opressor (imagine já era opressor em meados dos anos 80, agora não há mais definição para o que vivemos atualmente).
     Na adolescência eu imaginava um mundo melhor e queria lutar por este mundo melhor. A vida foi me distanciando desta luta. Fui cooptado pelo sistema e entrei no seu moedor de carnes. Mas existe um braseiro daqueles sonhos dentro de mim convivendo com uma descrença no humano. Ao assistir o vídeo do Eduardo Galeano reencontrei aquele guri que queria mudar o mundo. Fui ás lágrimas pois senti que este sonho é possível. Sonhar este sonho é que nos mantém vivos. Ontem à noite me descobri ainda um cara que quer mudanças, um cara que acredita que é possível mudar para melhor este mundo.
     Muitos dirão que é apenas um sonho, não nego que talvez seja, mas também é o que nos mantém vivos e acordando dia após dia para lutar pela vida. Ontem à noite descobri que ainda acredito no ser humano. Não sou o único. Muitos querem um mundo melhor, alguns estão gritando por este sonho, outros, como eu, ainda estão acordando para este sonho, despertando da loucura que é a luta diária para ir em direção da luta de todos nós. Continuo caminhando em direção a esta utopia, nunca a alcancei mas continuo a caminhar. E ontem descobri porque caminho...

Trilha Sonora:
Stagger Lee - Lloyd Price  - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
Funky Stuff - Kool & The Gang - Rock 70´s
The Twist - Chubby Checker - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
Gotta Get Away - The Rolling Stones - Singles Collection - The London Years (Disc 2)
Spanish Harlem  - Ben E. King - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
Gloria (Live) - U2 - October (2008 Bonus)
The Three Sunrises - U2 - The B-Sides 1980-1990
A Passion Play, Part 2 - Jethro Tull A Passion Play
Ride - Joe Satriani - Flying In A Blue Dream
Amor vazio - Celso Blues Boy - Celso Blues Boy (VIVO)
Never Too Far Away - Pat Metheny, Dave Holland & Roy Haynes - Question and Answer 
Roll With The Changes - REO Speedwagon - Rock 70´s
Foxey Lady - Jimi Hendrix - Rock 70´s



   

Comentários

  1. Ja tinha lido el derecho al delírio y galeano cada vez escreve melhor, tem uma entrevista dele pro programa sangue latino(http://www.youtube.com/watch?v=w8rOUoc_xKc) que vale muito a pena! bj Sabina

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Interaja com Ledventure...

Postagens mais visitadas deste blog

Os conflitos de Lucas

- Hoje você me disse que tudo estava acabado. Mas estamos aqui neste motel.
     - Não retiro o que te disse. Estar aqui é mais uma prova que o nosso amor acabou e que o único lugar onde ele ainda pulsa é aqui. O que é uma pena.
     - Mas ainda tem um lugar onde somos felizes.
     - Tu acha que felicidade é isso que vivemos? Se tu acha que isto aqui é felicidade, tenho que te dizer que você nunca foi feliz...
     - Eu aqui nos teus braços sou a mulher mais feliz deste mundo e isto é felicidade para mim.
     - Pois eu queria algo mais.
     - Lucas, tu é o primeiro homem que me diz isso, talvez por isso você seja tão especial.
     - Não sou especial, apenas quero ser feliz e formar uma família. Só isso, será que é pedir demais?
     - Com certeza para uma mulher como eu é pedir demais... Nem meu nome tu sabe. Só meu nome de guerra.
     - Como assim, tu não se chama Sharon?
     - Claro que não. Meu nome é comum e não combina com o que faço.
     - Então se revele, pelo menos…

"Como fazer sexo"

O Google a cada ano nos revela as trends, em nosso amado português podemos traduzi-lo como tendências. Ou no português mais nosso ainda são os termos mais pesquisados no ano. É interessante dar uma olhada para vermos como somos fúteis. No Brasil para se ter uma ideia o termo mais pesquisado foi o BBB13. Estamos reduzidos a quase nada. Ou um nada completo.
     Mas o que mais me chamou a atenção foi um o tal tópico de "Como fazer". São todas as pesquisas com tem como intenção descobrir como fazer determinada coisa e pasmem está em quarto lugar a pesquisa "como fazer sexo". Não acreditam, então acessem o link: Trends: Como fazer sexo. Fico imaginando a pessoa "googleando" antes daquela noite (manhã ou tarde) de sexo. "Já sei como fazer, mas quero dar uma recordada, hoje promete e não quero decepcionar". É o fim da várzea.
      Eu sei que o google faz parte da nossa vida, não nos vemos sem esta ferramenta dos tempos modernos, mas pesquisar c…

Vida em anacruse

Já escrevi vários inícios. Muitos refeitos ou deletados.
     Tentativas vãs. Ou melhor, tentativas desfeitas, mas não vãs, pois todas, absolutamente todas me ensinaram alguma coisa. Na verdade pouco importa, porque a cada início tudo se repete. Queria que fosse diferente. Talvez como a música que está tocando. Follow Me do disco Imaginary Day do Pat Metheny  é a música perfeita para retratar o que quero dizer. Esta música já inicia no meio de um compasso, o que recebe o nome de anacruse, acho que é este o nome.
     A vida poderia ser uma grande anacruse. Explico. Primeiramente tenho que tentar definir anacruse como a ausência de tempos no primeiro compasso de uma melodia. Não sou músico, por isso defino a anacruse de forma tão simplória e tosca. O que quero dizer com esta figura de linguagem é que seria mais fácil se a vida fosse em anacruse, ou seja, quando menos esperássemos já estaríamos vivendo, sem nenhum subterfúgio ou intróito. Não prepararíamos nada. Não desperdiçaríamo…