Pular para o conteúdo principal

O dia especial!


     - Só preciso de uma frase para começar o dia!
     - Já eu preciso continuar gostando de ti...
     - Esta é a nossa diferença, eu preciso de algo escrito para me levantar e continuar vivendo esta história.
     - Tu é tão estranho. Às vezes não te reconheço.
     - Para que me reconhecer, sou diferente todos os dias. A cada dia tu tem que me conhecer.
     - Vou te dizer uma coisa, tu é louco.
     - Pode ser, mas ainda preciso de uma frase.
     - Começarmos o que? Somos casados e tu queres começar o que?
     - O dia, sinto que vivo num preâmbulo.
     - Eduardo, estamos casados faz 22 anos e tu acha que ainda estamos no preâmbulo.
     - Faz tanto tempo assim que estamos casados?
     - Não te faz de bobo. Aliás, tu sabe que dia é hoje?
     Eduardo olhou no relógio da cabeceira, já eram 7:40 da manhã de sábado, dia 23 de maio. Não lembrava nada nesta data. Mas se Rachel perguntou deveria ser uma data importante. Tinha que pensar numa desculpa para ganhar tempo. A saída eram os óculos...
     - Rachel, onde estão meus óculos? Onde coloquei? Sem eles não consigo enxergar as horas nesta naba de relógio. Por que fazem os números tão pequenos?
Claro que a esposa não acreditava naquela surrada desculpa, ele está tentando ganhar tempo para tentar lembrar que dia é hoje. É um ordinário mesmo. Esquecido como sempre, mas adorável ordinário...
     - Edu, não disfarça. Responda-me que dia é hoje.
     Eduardo tem mais uma confirmação que Rachel o conhecia de outros carnavais. Como ela diz “conheço meu eleitorado”. Até parece que trabalha na Justiça Eleitoral...
     - Edu! Estou esperando. Como é, que dia é hoje? Olha se tu não disser que dia é hoje, tu terá a tal de frase, mas será para acabar a nossa história...
     - Rachel. Hoje é um dia especial, pois tu estava toda amorosa ontem, fez tudo para me agradar, transamos como nunca, mas não sei o porquê de tudo isso.
O clima começava a pesar entre eles. Tudo era para ser especial. Mas Eduardo não lembrava de nada. E vai entender as mulheres, se a data era especial por que não diz logo ao invés de ficar perguntando. Só havia uma saída. E era a última tentativa.
     - Rachel, hoje é um dia especialíssimo mesmo, muito marcante na nossa vida.
Rachel contém o riso, afinal ele estava se lembrando da data ou então se esforçando. Eduardo Continuava falando.
     - Não tem como esquecer este dia. 23 de maio é marcante em nossas vidas.
     - Edu, tu acha mesmo?
Edu estava cada vez mais sem rumo, não sabia mais o que dizer, mas não queria reconhecer que não lembrava, parecia uma data muito importante para Rachel... Agora iria arriscar tudo
     - Claro que acho. Este dia mudou nossas vidas.
     - Edu, não fala assim que fico com vontade de chorar.
     - Amor, é a mais pura realidade.
     Neste momento Rachel levanta da cama, caminha seminua e aponta para a caixa de ferramentas estrategicamente colocada ao lado do armário e diz:
     - Edu, então se diverte consertando o vazamento do banheiro que tu prometeu fazer hoje...

Trilha sonora
Bach: Siciliana - Dave Grusin, Julian Lloyd Webbe. - Two Worlds
Back In Black - AC/DC - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
Back to black - Amy Winehouse - Back to black 
Bad Love - Eric Clapton - Greatest Hits - Vol I
Badge - Eric Clapton - Crossroads 2: Live In The Seventies
Layla - Eric Clapton - Crossroads 2: Live In The Seventies
Love Me Tender - Elvis Presley - Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
Suspicious Minds - Elvis Presley Rolling Stone Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time
Rocket Man - Elton John Rolling Stone - Magazine's 500 Greatest Songs Of All Time

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os conflitos de Lucas

- Hoje você me disse que tudo estava acabado. Mas estamos aqui neste motel.
     - Não retiro o que te disse. Estar aqui é mais uma prova que o nosso amor acabou e que o único lugar onde ele ainda pulsa é aqui. O que é uma pena.
     - Mas ainda tem um lugar onde somos felizes.
     - Tu acha que felicidade é isso que vivemos? Se tu acha que isto aqui é felicidade, tenho que te dizer que você nunca foi feliz...
     - Eu aqui nos teus braços sou a mulher mais feliz deste mundo e isto é felicidade para mim.
     - Pois eu queria algo mais.
     - Lucas, tu é o primeiro homem que me diz isso, talvez por isso você seja tão especial.
     - Não sou especial, apenas quero ser feliz e formar uma família. Só isso, será que é pedir demais?
     - Com certeza para uma mulher como eu é pedir demais... Nem meu nome tu sabe. Só meu nome de guerra.
     - Como assim, tu não se chama Sharon?
     - Claro que não. Meu nome é comum e não combina com o que faço.
     - Então se revele, pelo menos…

"Como fazer sexo"

O Google a cada ano nos revela as trends, em nosso amado português podemos traduzi-lo como tendências. Ou no português mais nosso ainda são os termos mais pesquisados no ano. É interessante dar uma olhada para vermos como somos fúteis. No Brasil para se ter uma ideia o termo mais pesquisado foi o BBB13. Estamos reduzidos a quase nada. Ou um nada completo.
     Mas o que mais me chamou a atenção foi um o tal tópico de "Como fazer". São todas as pesquisas com tem como intenção descobrir como fazer determinada coisa e pasmem está em quarto lugar a pesquisa "como fazer sexo". Não acreditam, então acessem o link: Trends: Como fazer sexo. Fico imaginando a pessoa "googleando" antes daquela noite (manhã ou tarde) de sexo. "Já sei como fazer, mas quero dar uma recordada, hoje promete e não quero decepcionar". É o fim da várzea.
      Eu sei que o google faz parte da nossa vida, não nos vemos sem esta ferramenta dos tempos modernos, mas pesquisar c…

Vida em anacruse

Já escrevi vários inícios. Muitos refeitos ou deletados.
     Tentativas vãs. Ou melhor, tentativas desfeitas, mas não vãs, pois todas, absolutamente todas me ensinaram alguma coisa. Na verdade pouco importa, porque a cada início tudo se repete. Queria que fosse diferente. Talvez como a música que está tocando. Follow Me do disco Imaginary Day do Pat Metheny  é a música perfeita para retratar o que quero dizer. Esta música já inicia no meio de um compasso, o que recebe o nome de anacruse, acho que é este o nome.
     A vida poderia ser uma grande anacruse. Explico. Primeiramente tenho que tentar definir anacruse como a ausência de tempos no primeiro compasso de uma melodia. Não sou músico, por isso defino a anacruse de forma tão simplória e tosca. O que quero dizer com esta figura de linguagem é que seria mais fácil se a vida fosse em anacruse, ou seja, quando menos esperássemos já estaríamos vivendo, sem nenhum subterfúgio ou intróito. Não prepararíamos nada. Não desperdiçaríamo…